ThinkPad: há 25 anos mudando o mundo
< Retornar à lista

Como o “melhor notebook do mundo” superou a Apple

De continente a continente, de costa à costa e de margem à margem – as descobertas reveladoras só surgem quando mentes brilhantes assumem grandes riscos.

“É necessário atravessar o rio”.

Essas foram as palavras de ArimasaNaitoh, o pai do ThinkPad, no começo dos anos 2000. Ele disse à sua equipe de engenharia que levar o seu projeto estimado para sua nova casa, a Lenovo, era mais do que uma boa idéia. Era vital.

No final, 95{000a095ff30648076f0f4b30b787038af3c769807fe229295054097d29c9e084} da equipe atravessou o rio. Quando chegaram lá, eles tinham muito a provar: eles haviam dado um salto no escuro e agora tinham a tarefa de mostrar ao mundo que já podiam pegar uma máquina extraordinária e transformá-la em um produto líder da indústria de inovações.

Eles queriam marcar presença e conseguiram algo que, na época, foi revolucionário – um ThinkPad elegante e leve, com uma tela ótima para visualização de vídeos e que cabia em menos de uma polegada.

A equipe enviou projetos aos parceiros do mundo todo durante todos os dias, até que encontraram um design perfeito, que elevava as três principais tecnologias pela primeira vez. Um drive sólido deixava o laptop preparado em questão de velocidade, e inigualável no tamanho compacto. Uma tela de LED transformava a máquina fina e portátil em um cinema. Um drive ultra fino de DVD fazia do laptop o primeiro com um leitor de disco ótico de 7mm.

Assim como aquele primeiro salto no escuro, era arriscado também. Se um dos elementos falhasse, todo o projeto poderia fracassar.

O novo ThinkPad, chamado de X300, pesava 14 quilos. Ele era surpreendentemente leve e fino, com as ferramentas para alavancar um negócio inovador e surpreender um usuário casual. Ele era como um arsenal de armas naval disfarçado de iate luxuoso.

Entretanto, apenas dez dias antes da produção começar, no início de 2008, Steve Jobs revelou o MacBook Air. Ele o chamava de “o notebook mais fino do mundo” e demonstrava em sua campanha publicitária como ele cabia facilmente dentro de um envelope.

Uma entrevista para um artigo da Business Week em 2008 conta que o então vice-presidenta da unidade de ThinkPad, Peter Hortensius, ouviu a notícia e gritou para o seu assistente administrativo: “Phyllis! Me arranje agora um daqueles envelopes de correspondência!”

Para o seu alívio, o X300 cabia. Ele era parecido no tamanho, mas superava o MacBook Air em quase todos os recursos: ele tinha até um leitor de digitais integrado, acesso à internet em rede ampla, três portas USB e um drive DVD integrado.

A equipe acompanhou a Apple e criou uma campanha publicitária lendária que ilustrava como o ThinkPad tinha tudo que o MacBook Air tinha e ainda mais. Os críticos o apelidaram de “o melhor laptop do mundo”. Eles tinham colocado seu nome no mundo, aberto o caminho das inovações que viriam a seguir, e definitivamente atravessado o rio.

Processadores Intel® Core™. Se tem Intel, tem máxima produtividade.

Não é um notebook. É um ThinkPad.

Para saber tudo sobre a linha ThinkPad e comprar seus notebooks e tablets mais atuais, acesse o site Lenovo.com.

Ultrabook, Celeron, Celeron Inside, Core Inside, Intel, Intel Logo, Intel Atom, Intel Atom Inside, Intel Core, Intel Inside, Intel Inside Logo, Intel vPro, Itanium, Itanium Inside, Pentium, Pentium Inside, vPro Inside, Xeon, Xeon Phi, e Xeon Inside são marcas registradas da Intel Corporation e suas subsidiárias nos EUA e/ou demais países.